23.8.05

A Lista



Estou chegando à conclusão que preciso ficar só.
Não, não estou falando em abandonar o mundo, pedir divórcio, sumir da face da Terra, mas apenas tirar um tempo para simplesmente ficar só...Sabe como é... Eu e eu mesma...
As coisas me aborrecem, me irritam, parece que tudo se torna um campo de batalha...
Torna-se cada vez mais difícil evitar um confronto. Tudo vira motivo: a pós-graduação, a roupa suja que ficou no quarto, comida que fica fora da geladeira, detalhes, detalhes, detalhes...
Cansei dessa vidinha de cobranças mundanas.
Quero tantas coisas que nem sei por onde começar. Senão vejamos:
Eu quero poder acordar sem pensar nas contas que eu terei que pagar, nas compras que têm que ser feitas, nas cobranças dos outros.
Quero simplesmente poder ficar na beira de uma piscina, pensando em nada, tomando sol e uma cerveja gelada.
Quero poder acordar num domingo simplesmente pra sentir o cheiro da manhã (manhãs de domingo têm um cheiro especial, só reparei isso alguns domingos atrás)e voltar a dormir de novo.
Quero poder pensar no futuro calmamente, sem ter que dar milhões de satisfações ao mundo, e decidir que quero fazer algo porque gosto.
Quero me enroscar nos lençóis pra sentir o macio da cama e curtir a preguiça.
Quero poder lembrar das coisas boas da minha vida, e poder dizer das ruins:
-Fiz mesmo, e não me arrependo!!!
Quero me tornar uma pessoa melhor, mais tolerante e menos agressiva (se isso vai ser melhor, eu simplesmente não sei).
Quero um emprego público (90% dos meus problemas financeiros estariam resolvidos somente com esta opção).
Quero férias na praia.
Mais cerveja.
Quero poder falar todos os palavrões que tenho vontade (e ,cá pra nós, eu falo muitos)sem que os outros me olhem como se eu estivesse possuída.
Quero fazer o mestrado.
Quero acabar a pós.
Quero parar de ter que dar satisfações da minha vida, de ter que explicar tudo nos mínimos detalhes.
Quero para de ter enxaquecas homéricas (sim, o nome do blog é devido a este fato).
Quero me sentir livre quando faço minhas escolhas, mesmo que isso implique em deixar de me relacionar com uma meia dúzia de pessoas (ou uma dúzia inteira, quem sabe?)
Quero fazer outra tatoo.
Quero comprar uma casa, de preferência um sítio.
Eu já falei cerveja?
Quero saber demonstrar as pessoas o quanto elas importam pra mim.
Quero que as pessoas que não gostem de mim ganhem todas uma passagem só de ida para a puta-que-os-pariu e sumam pra sempre da minha vista.
Quero dizer o que sinto.
O quanto eu sinto e como eu sinto.
Quero simplesmente ser eu. Pura e plena.

"Vamos pedir piedade/ senhor piedade / pra essa gente careta e covarde"
(Blues da Piedade - Cazuza)


O Ministério da Saúde adverte: a autora não se encontra "de fossa", está apenas meio de saco cheio da rotina e de gente sem-graça.

3 comentários:

Cara Normal disse...

Muitas coisas da lista vc pode efetivamente fazer, não concorda? Bjs!

Caco o Sapo disse...

Eu já me dei um tempo. Eu queria ficar tão só que nem a minha presença era assim tão bem vinda. Foi bom que escapei do stress. Claro que começar a praticar boxe também deu uma ajuda, eheheheh
Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos!

kakazinha disse...

divorcio!??! :oO! casou!? tô sabendo dessa não...

muié, ficar só é imprenscindível!
é bom pensar na vida, em vc, no que vc quer, no q vc quer deixar pra trás... auto reciclagem, sabe como é?